Arquivo do mês: fevereiro 2014

En Bariloche

Anúncios

Carretera Austral – O início

Carretera Austral - O início

facebook.com/expedicaoguanacos


Os dias de sol em El Bolsón

Já estamos a quase uma semana aqui onde os dias sao ensolarados e uma temperatura agradável é como um prêmio depois das chuvas e dos frios do Chile. Curtimos um festival de jazz no findi passado, comemos muitas facturas, helados e carne e fizemos depois algumas das muitas trilhas nas montanhas locais, caminhadas muito longas de mochila até os refúgios terminaram com as minhas botas além de um momento tenso para fazer o trekking do Dedo Gordo, um dos mais difíceis, onde foi preciso escalaminhar umas pedras soltas a beira de um precipício. No fim deu tudo certo e voltamos ao camping El Rústico, nossa casa por aqui onde estamos no momento planejando nossa próxima aventura.


O longo e rápido retorno até o carro e a Argentina.

A volta foi rápida com a grana da venda da bike, bus até La Junta e ainda dei uma última pedalada na parte das obras da carretera, a pior por sinal, o que me fez dar mesmo um basta para a bike e as boas vindas ao carro que estava lá intacto depois de uma caroninha esperta até Futaleufu onde a Ju já esperava depois das suas caronas. A experiencia no Chile foi imensamente linda e inesquecivel apesar dos preços altos e das comidas mirradas. A viagem de bicicleta nos provou que é possível viajar o mundo assim, e muito boa maneira de conhecer os lugares de uma forma e integraçao perfeitas com a natureza e com as pessoas pelo caminho. Hoje mesmo estamos de volta a Esquel na Argentina onde com a fome de ciclistas que ainda resta, estamos tratando de nos alimentar com outras coisas que nao pao com mantega e geleia. Fizemos amigos pelo Chile e passamos por muitas emoçoes e alguns perrengues como tinha que ser, realizamos algo que para sempre estará nas nossas melhores memórias da vida.


V. OHiggins e o final da Carretera Austral

Pedalamos por 1145km durante 23 dias, quase tudo isso por estradas de chão de todos os tipos, foi duro porém tambem maravilhoso, muitas situaçoes inusitadas em uma legítima aventura. Agora é voltar tudo isso até Futaleufu com muita paciencia, e preferencialmente de carona. Inicia- então nossa longa volta até o carro.


Cochrane, la ultima frontera.

Com menos de 50 pila no bolso em pesos chilenos seguimos em direcao ao final da carretera austral, cada vez mais selvagem e caminho cada vez pior, o que nos move é essa paisagem maravilhosa e muitos paes haluias con mantequilla. Torcemos pelo bom tempo e para nao termos mais problemas mecanicos com as bikes nesse treme treme infinito. Estamos partindo para Tortel no nosso dia 19 de carretera. Estaremos fora do ar e dentro da natureza pelos próximos muitos dias. Mais infos pelo facebook.com/expedicaoguanacos e instagram.com/zorek